A EVOLUÇÃO DOS CUIDADOS CONTINUADOS EM LEIRIA: UMA SOLUÇÃO PARA AS NECESSIDADES DA COMUNIDADE

A Santa Casa da Misericórdia de Leiria abriu em março de 2008 a Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI), sediada no Hospital Dom Manuel de Aguiar, disponibilizando a toda a comunidade mais uma resposta integrada na área da saúde e de apoio social, tendo em vista a recuperação, manutenção e promoção da autonomia das pessoas que a ela recorrem, maximizando a sua qualidade de vida.


Atualmente, a UCCI de Leiria, apresenta respostas nas tipologias de média duração e reabilitação, com capacidade para 27 utentes e capacidade para 13 utentes na tipologia de longa duração e cuidados de manutenção. Na nossa UCCI disponibilizamos um acompanhamento contínuo e especializado, envolvendo uma equipa multidisciplinar que pretende com as suas intervenções prevenir o agravamento dos quadros de doença, evitar hospitalizações desnecessárias e proporcionar um suporte adequado para a reabilitação/readaptação e reintegração social dos utentes.


Nesse sentido e acompanhando todos os desafios de uma sociedade em constante mudança, surgem novas necessidades e novas estratégias de intervenção, nomeadamente em pessoas com situações mais complexas de saúde.


É com base nestes pressupostos de apoio clínico e social e querendo aumentar o acesso das pessoas aos cuidados continuados que pretendemos alargar a capacidade de resposta da UCCI de Leiria, da tipologia de longa duração e cuidados de manutenção e além disso, reconhecendo a necessidade de cuidados paliativos na região, a instituição pretende disponibilizar até 20 camas de internamento nessa área. 


A disponibilidade de camas de cuidados de longa duração e manutenção e de cuidados paliativos é essencial para a comunidade geral, promovendo desta forma a eficiência dos hospitais, retirando dos internamentos os utentes que necessitam de cuidados especializados para ambientes mais apropriados à sua condição, diminuindo as listas de espera de entrada nas referidas unidades, fornecendo suporte aos cuidadores e familiares e proporcionando melhorias nos níveis de bem-estar e qualidade de vida.


É importante reconhecer que as metodologias adotadas nos cuidados paliativos visam diminuir a dor e o sofrimento, proporcionar o controlo de sintomas, oferecer conforto e qualidade de vida aos utentes em situação de grande fragilidade e em fase final de vida ou em condições crónicas graves, permitindo que os mesmos vivam com dignidade e contribuindo para a humanização desse cuidado. Nos cuidados paliativos temos cuidados personalizados, que devem respeitar as necessidades e preferências específicas de cada utente, sendo adaptados de acordo com a situação específica. Esta abordagem também promove uma visão mais holística da saúde, considerando não apenas condição física, mas também a componente emocional, social e psicológica da pessoa.


Importa referir que estas tipologias de cuidados não se restringem apenas aos idosos, mas abrangem todas as faixas etárias tendo como objetivo primordial “a prestação de cuidados continuados  integrados a pessoas que, independentemente da idade, se encontrem em situação de dependência”. 


Este é um projeto que irá ter um conjunto de desafios que serão ultrapassados com o esforço coletivo dos colaboradores que diariamente se entregam por esta causa com enorme dedicação e de outros profissionais que a nós se irão juntar. Este é um momento importante para a instituição, mas sobretudo para a comunidade que irá ver disponibilizados serviços de apoio, com soluções mais ajustadas à atual realidade e com o foco na melhoria da qualidade de vida da população.

INÊS GONÇALVES
Diretora-técnica UCCI

Franck Muller Replica Watches Omega Replica Watches Patek Philippe Replica Watches Richard Mille Replica U-Boat Replica Watches Swiss Replica Watches Rolex Replica Watches Rolex Replica Watches Audemars Piguet Replica Watches Richard Mille Replica Watches Patek Philippe Replica Zenith Replica Replica Watches