O PAPEL DO TERAPEUTA OCUPACIONAL NO ÂMBITO DOS CUIDADOS CONTINUADOS

O Terapeuta Ocupacional é um profissional de saúde pertencente aos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, na área da Medicina Física e Reabilitação, que se dedica à análise da atividade, dos comportamentos e dos estilos de vida. Nas suas intervenções considera os vários tipos de ocupação (atividades de vida diária, atividades de vida diária instrumentais, educação, trabalho, lazer e reintegração social), procurando estratégias para promover o envolvimento ativo do utente com recurso a equipamentos e adaptações fundamentais para dar resposta às necessidades das pessoas com quem trabalha.

É neste sentido que se torna um elemento fundamental nas equipas transdisciplinares das Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI).

Assim, o principal foco de intervenção é a procura de soluções que permitam aos utentes internados:

• Alimentar-se, vestir-se, realizar a sua higiene e os cuidados pessoais de forma independente, promovendo a participação ativa e tomada de decisões.
• Desenvolver atividades que potenciem a reeducação motora, sensorial e das funções mentais.
• Gerir e manter a habitação segura, equilibrada e adaptada às capacidades e limitações do utente, em articulação com o cuidador.
• Adquirir/adaptar produtos de apoio ou modificações ambientais para minimizar as limitações e facilitar o envolvimento em atividades significativas.
• Participar em atividades de grupo.

Em suma, o Terapeuta Ocupacional desempenha um papel preponderante no processo de reabilitação de pessoas com diminuição/perda das capacidades funcionais, contribuindo para diminuir as barreiras à participação do utente, quer em ambiente familiar quer na comunidade, valorizando as capacidades adquiridas e adaptando o meio para facilitar o regresso à rotina diária.

Soraia Vicente,
Terapeuta Ocupacional

Rua Trindade Coelho nº8
Apartado 1109
2401-801 Leiria

Newsletter

Mantenha-se a par das novidades.

* Aceito a Política de Proteção de dados.